04/09/2018 - 19:18

Convênio entre Embratur, MTur e Sebrae vai aumentar competitividade de micro e pequenas empresas de turismo

Órgãos querem transformar os produtos turísticos nacionais em Destinos Inteligentes e atender demandas do turista internacional. Valor da parceria é da ordem R$ 200 milhões.

O Ministério do Turismo, a Embratur e o Sebrae Nacional firmaram Convênio de Cooperação Técnica, no valor de R$ 200 milhões, para promover a realização de ações voltadas ao aumento da competitividade das micro e pequenas empresas da cadeia produtiva do turismo. A iniciativa aumentar competitividade de micro e pequenas empresas de turismo. O acordo foi apresentado durante a conferência Turismo Summit 2018 – Destinos Turísticos Inteligentes e Inovadores, promovida pelo Sebrae, nesta semana, em Brasília.

Nos próximos dois anos, serão desenvolvidas iniciativas de produção de inteligência, inovação da oferta turística, qualificação dos produtos e serviços, promoção internacional dos destinos, melhoria do acesso a serviços financeiros e atração de investimentos para o setor.

O presidente da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Turismo, deputado federal Herculano Passos, foi convidado para compor a mesa de abertura do evento. “O turismo interage direta ou indiretamente com 52 segmentos econômicos, formando uma ampla e complexa rede, que com o advento da internet, passou a funcionar de outra maneira.”, explicou o deputado,

Conforme o presidente do Sebrae Nacional, Guilherme Afif Domingos “a ideia dessa iniciativa é criar uma rede de inteligência de informações para conectar o setor”.

Pequenos Negócios

Mais de 70% dos estabelecimentos que atuam nessa área são micro ou pequenas empresas. Conforme Herculano, essa iniciativa é importante para a manutenção dessas empresas no mercado. “Tudo hoje é conectado e a dinâmica é outra, se essas empresas não acompanharem, vão acabar fechando. Por isso, essas ações são fundamentais, mas o mais fundamental é que neste ano, elejamos pessoas comprometidas com o turismo e que levem a diante iniciativas como essas, que são de médio e longo prazo. Desde que assumi o cargo de deputado, defendo a bandeira do turismo como fator de desenvolvimento econômico e social e vou continuar fazendo esse trabalho no próximo mandato, se os eleitores de São Paulo assim escolherem”, finalizou.