05/02/2020 - 19:11

CPI do Óleo vai avaliar impactos no turismo e na pesca

Requerimentos convidando representantes dos dois setores foram aprovados na primeira reunião deste ano do colegiado.

A CPI do Derramamento de Óleo no Nordeste retomou os trabalhos já na primeira semana de atividades na Câmara dos Deputados, em 2020. Na reunião desta quarta-feira, 05, os deputados aprovaram requerimentos de convites para representantes de alguns dos setores mais atingidos pelo acidente ambiental, que atingiu mais de mil localidades litorâneas do Brasil.

Nas próximas semanas, poderá ser ouvida a Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (BRAZTOA). O requerimento de convite foi apresentado pelo presidente do colegiado, deputado federal Herculano Passos (MDB-SP). “Tão logo foi divulgado que as praias do Nordeste estavam cobertas por óleo, milhares de turistas cancelaram viagens. Nós queremos saber o tamanho do impacto negativo que os segmentos do turismo tiveram”, explicou Herculano.

Também foi apresentado requerimento de convite a um representante da Secretaria de Aquicultura e Pesca, do Ministério da Agricultura, para falar sobre a situação atual do setor e os prejuízos sofridos. Após o acidente, foram estabelecidas restrições à pesca, por conta de um possível risco de contaminação. A proibição se estendeu até o final de dezembro e alguns pescadores chegaram a perder 100% da sua produção.

Na reunião, foi aprovado ainda requerimento solicitando que a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustível (ANP), à Marinha e à Polícia Federal apresentem relatório de todos os poços de petróleo da bacia do pré-sal e adjacências, fornecendo informações sobre possíveis problemas em poços, no ano passado.

Foi aprovado ainda requerimento para realização de audiência pública em Fortaleza e diligências nas principais localidades atingidas pelo óleo, no Ceará.