03/07/2019 - 18:42

Herculano Passos quer incluir mais uma cidade paulista no traçado da ferrovia Norte-Sul

No trecho atual, estão os municípios de Panorama, Estrela D’Oeste, São Simão e Santa Fé do Sul. O deputado apresentou projeto de lei para incluir Presidente Epitácio, que fica às margens do rio Paraná, na divisa com o Mato Grosso do Sul.

A ferrovia Norte-Sul foi projetada para ser uma espécie de espinha dorsal do transporte ferroviário brasileiro, interligando as principais malhas ferroviárias das cinco regiões do país. Seu projeto atual foi concebido num eixo norte-sul na região central do território brasileiro, possibilitando a conexão entre as malhas ferroviárias que dão acesso aos principais portos e regiões produtoras do país, que até então estavam regionalmente isoladas. Quando concluída, terá 4.155 quilômetros de extensão e cortará o Brasil desde o Pará até o Rio Grande do Sul.

O trecho entre Ouro Verde de Goiás (próximo a Anápolis) e Estrela d’Oeste (SP) está em fase final de obras. No Estado, o projeto contempla ainda Panorama, São Simão e Santa Fé do Sul. O deputado federal Herculano Passos (MDB-SP) apresentou projeto de lei (PL 3766/2019) para incluir Presidente Epitácio, município que fica às margens do rio Paraná, na divisa com o Estado de Mato Grosso do Sul. “Inserir Presidente Epitácio entre os pontos de passagem da Ferrovia Norte-Sul fomentará a movimentação de cargas na região, atrairá novos investimentos do setor produtivo e contribuirá para a redução dos custos com transporte dos produtos brasileiros. Além disso, toda a região do oeste paulista se beneficiará com a retomada das atividades do porto, que resultará na geração de milhares de empregos, diretos e indiretos”, explica o deputado.

Foto: Gilmar Félix

O porto fluvial de Presidente Epitáfio foi construído em 1960, com estrutura e capacidade para figurar entre os principais portos do Estado. Localizado estrategicamente, poderia escoar a produção agrícola do oeste paulista e sul-mato-grossense, no entanto, desde 2002, com as novas instalações do porto, não ocorreu nenhuma movimentação de carga.

O projeto apresentado pelo deputado Herculano aguarda despacho do Presidente da Câmara, para definir em quais comissões irá tramitar.